Características de um bom curso de design de interiores

 Em Blog

Investir em uma formação na área de design ainda pode causar algum receio. Porém, nos últimos anos, e com o fortalecimento de muitos nichos, há espaço para todos os setores. Assim, é necessário investir na qualidade das aulas e, nesse caso, um bom curso de design de interiores é fundamental.

A segmentação ganhou força graças às mudanças no comportamento das pessoas, que desejam para si produtos e serviços cada vez mais ligados à sua personalidade e estilo de vida.

Para atender a essa demanda, as empresas preferem cada vez mais profissionais que estejam atualizados e que conheçam e respeitem essas transformações.

Veja agora o que você precisa encontrar em um bom curso de design de interiores, assim como os principais meios de fazer carreira nessa profissão.

O que um bom curso de design de interiores deve ter?

O curso – e, consequentemente, a profissão – é recente, tendo sido regulamentado no fim dos anos 90. Seus serviços, no entanto, são bem antigos. Historiadores afirmam que os egípcios, há muitos séculos, se preocupavam com a decoração de suas casas.

A partir do século XVI, os nobres também passaram a valorizar a harmonia entre os objetos de suas residências, principalmente com a aquisição de peças de porcelana. As pinturas com a própria imagem também eram comuns, uma vez que a fotografia ainda não existia.

Por isso, é importante estudar a história do design, pois as tendências mudam com o passar do tempo e o que estava em alta há décadas ou até séculos pode influenciar.

Também é importante ter noções de ergonomia, assim como dominar os programas de computador mais usados na profissão e desenho técnico.

 

Muitas habilidades são exigidas em um bom curso de design de interiores, entre elas o desenho

Um bom curso de design de interiores também deve instigar a criatividade de seus alunos e despertar outras habilidades relacionadas à profissão.

Em algumas instituições, por exemplo, você pode estudar marketing, já tendo preparação e estímulo ao empreendedorismo, incentivando a investir em um negócio próprio.

Além disso, você também pode estudar, dependendo da instituição onde o curso for feito:

  • Teoria da cor;
  • Revestimentos e materiais;
  • Metodologia de pesquisa;
  • Perspectiva artística e isométrica;
  • Gestão de projetos;
  • Comunicação visual;
  • Normas da ABNT em relação à área;
  • Iluminação;
  • Ecologia e meio ambiente.

E não é só isso. Outras habilidades podem ser exploradas em um bom curso de design de interiores. Para saber mais, verifique a grade de disciplinas oferecida pelas instituições de sua região e faça um comparativo. Assim, você escolhe a melhor opção.

Você acabou de saber o que estudar para ter uma boa formação na área. Veja agora as oportunidades oferecidas ao designer de interiores após a sua formação.

Mercado de trabalho

Pode se dizer que estamos vivendo uma fase muito boa da profissão, pois ela já se popularizou e ganhou outros espaços.

Como já mencionado, os nobres, há alguns séculos, davam muita importância à maneira pela qual suas casas eram decoradas. Isso continuou até mesmo quando o curso foi regulamentado, mas agora a realidade é outra.

Antes, apenas quartos como esse eram projetados por um designer de interiores. Atualmente, residências menores e estabelecimentos como clínicas e shopping centers também contam com os serviços deste profissional

O público, em geral, passou a conhecer melhor os serviços de um designer de interiores e querer contar com eles. Por isso, as melhores instituições têm disciplinas que contemplam todos os tipos de projetos, como casas menores, empresas e outros estabelecimentos, como escolas, hotéis e até hospitais.

A principal finalidade é oferecer para todos que frequentam esses espaços um ambiente agradável e confortável, com serviços acessíveis e de boa qualidade.

Além de ter o seu próprio escritório, o designer de interiores também pode trabalhar em empresas da área, assim como de decoração. Também atua em construtoras e incorporadoras, em lojas de decoração e de móveis.

Esse movimento de expansão das oportunidades para o designer de interiores não para de crescer. Além de atuar na harmonização de móveis, decoração e outros objetos de pequenos ambientes, ele pode atuar, inclusive em equipe, em projetos grandes de shopping centers e eventos em geral, como exposições.

Também pode trabalhar em conjunto com arquitetos, engenheiros e pedreiros, coordenando também serviços como pintura, elétrica e marcenaria, entre outros. Com isso, ajuda a estabelecer cronogramas, respeitando o prazo de entrega acordado com o cliente.

Ao fazer um bom curso de design de interiores, você não precisa esperar um determinada época do ano para entrar no mercado de trabalho. Todos os meses, designers de interiores são contratados para serviços nos mais variados locais. Logo, a empregabilidade é bem alta e constante.

Evidentemente, a formação não acaba ao término do curso de especialização. Como em toda profissão, reciclagem e especializações são essenciais para atualização profissional e obtenção de novas oportunidades. Um bom curso de design de interiores é muito importante, mas deve ser completado com aulas complementares, workshops e outros eventos.

Uma boa dica para não faltar trabalho é criar um portfólio com seus trabalhos. Se você ainda não teve chances de trabalho o suficiente para criar um, elabore projetos por conta própria.

Enfatize um determinado nicho que gostaria de atuar, como saúde ou residencial, por exemplo. Isso é muito requisitado pelos empregadores e clientes, portanto é importante contar com esse recurso.

Como você pôde perceber, um bom curso de design de interiores é o pontapé inicial para uma carreira promissora. É importante ter uma visão global da profissão, bem como atualizações constantes e bons projetos. Dessa maneira, você se torna um profissional bastante requisitado e alcançará o auge da profissão, com excelentes remunerações.

Para saber mais sobre cursos e oportunidades relacionadas não só aos designers de interiores, como também para outras ocupações relacionadas, leia nossos outros textos. Caso tenha alguma dúvida ou queira contar uma experiência sua com a profissão, comente.

Se você pretende trabalhar como designer de interiores ou então com arte e design, visite o blog e tenha acesso às novidades do setor.

 

Siga nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as novidades!

Postagens recentes