O que faz um bom designer de interiores?

 Em Blog

Você já deve ter ouvido falar sobre a profissão de designer de interiores, e mesmo assim pode não ter entendido muito bem quais são suas funções. Inclusive deve ter dúvidas sobre o próprio termo.

Se você tem perguntas sobre essa área e não tem certeza se ela se encaixa com os seus interesses, podemos afirmar que um designer de interiores não se resume em um decorador, mas também não é um arquiteto.

Sim, esse especialista realiza decorações, porém todas pautadas em estudos especializados sobre espaço, cores, iluminação, funcionalidade e muito mais. Pensando nisso, separamos algumas questões sobre a função do designer de interiores, apontando seus principais diferenciais e atribuições.

Diferença entre arquiteto e designer

Para explicarmos essa diferença, precisamos deixar bem claro quais são as atividades que o profissional realiza. Um bom designer de interiores tem visão sobre os espaços internos do local no qual irá realizar a reforma. É necessário estar focado não somente nos elementos que compõem o ambiente, mas também no planejamento, execução, cores e tamanhos para montar um espaço ideal.

A grande diferença entre um arquiteto e um designer é o foco. Um bom designer de interiores tem habilidades decorativas, com o objetivo na estética e na finalidade do ambiente. Já no caso do arquiteto, o direcionamento está relacionado à arte, urbanismo e até mesmo à construção.

Projetos e briefings

Todos os projetos precisam contar com um briefing de excelência. Para ter essas considerações relatadas, é necessário que o designer tenha certeza de todas as vontades e desejos do cliente. O briefing é fundamental para qualquer tipo de trabalho, pois ele servirá como base para os projetos.

O designer fica incunbido também de sujerir ideias e formações de espaços para idealizar ambientes harmoniosos e trazer o bem-estar aos clientes. Caso o designer ache necessário, ele precisa intervir na vontade do cliente e convencê-lo a mudar de opinião para otimizar o planejamento.

O conhecimento sobre o estilo do cliente é de grande importância para realizar o projeto, pois muitas vezes, ele não sabe passar especificadamente o que deseja. Sendo assim, solicitar referências e costumes é fundamental para traduzir as pretensões desse cliente.

Ao realizar projetos em residências, é essencial conhecer os indivíduos que lá residem e como eles funcionam como grupo e individualmente.

Como são desenvolvidos os projetos?

Tudo precisa ser levado em consideração, o designer precisa estudar o layout completo do espaço, desde a função do local até o tamanho e quantidade de objetos que pretende-se adicionar ao longo da reforma.

Um ponto muito importante é o número de pontos elétricos que o local possui. Muitos objetos de decoração ou até mesmo móveis necessitam de energia elétrica.

Um bom designer de interiores, escolhe a paleta de cores do ambiente que será decorado, antes mesmo de iniciar o projeto. Outra questão que faz toda a diferença é pensar nos pontos de iluminação.

Mas antes de tudo isso ser definido, deve ser estabelecido o orçamento. Tendo ele em mente, o planejamento poderá ser executado sem maiores surpresas ou problemas.

Parte de gerenciamento

O gerenciamento, envolve a busca e a cotação de fornecedores para atender o orçamento estipulado, antes do planejamento começar a tomar forma. Os cronogramas também são criados e aí a decoração poderá ter início.

Para essa etapa, toda equipe precisa estar ciente e interagir para que tudo não saia do controle ou do cronograma. Um gerenciamento de planejamentos bem feito irá garantir que a obra cumpra seu prazo e tenha sua verba dentro do limite.

Após a realização de todas as fases , chega o momento mais esperado: a decoração. Algumas vezes é preciso realizar alguma reforma, instalações de materiais ou até mesmo alteração de iluminação. Com tudo pensado e organizado, o resultado começa a ser visto rapidamente e o ambiente toma a forma que é esperada.

Um bom designer de interiores é muito mais que só decoração

A gente espera que o texto tenha esclarecido suas principais dúvidas sobre a função de um designer de interiores.

Agora, você não vai mais confundir um designer com um arquiteto ou decorador. Esse profissional busca oferecer locais para que existam mais convívio e interação entre as pessoas, além de estilo, personalidade, funcionalidade e conforto.

Você gostou da área de atuação e se interessou pelo curso? Então, venha saber mais como criar ambientes que façam referência aos seus clientes, trazendo mais otimização e beleza ao espaço. Conheça esse e outros cursos em nosso site e faça parte da nossa gama de profissionais especializados.

Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as novidades.

Postagens recentes